Aprenda com nossas dicas


RTL - LTDA
Rolamentos e Retentores

 

MONTAGEM E DESMONTAGEM DO SEMI-EIXO

MODELO: FORD F-1000, GM S-10, BLAZER, SILVERADO, MBB SPRINTER

1º PASSO - DESMONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 1 - Desmontagem

Puncionar dois pontos para marcar a furação no anel-trava do semi-eixo.




2º PASSO - DESMONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 2 - Desmontagem

Furar nos pontos marcados utilizando uma broca de 8mm.
O furo não pode ultrapassar a parede do anel para não danificar o semi-eixo.


3º PASSO - DESMONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 3 - Desmontagem

Com uma talhadeira bater sobre os furos com força até soltar o anel-trava. Após o anel retirado, empurre a placa e o retentor de encontro ao flange do semi-eixo. E saque o rolamento (sacador/instalador do rolamento do semi-eixo). Não aqueça nem corte o conjunto do cone do rolamento com maçarico para removê-lo. Em seguida, remova o retentor e a placa retentora. Inspecione a mesma quanto a uma possível distorção. Se alguma parte da placa estiver danificada, troque-a. O retentor também deve ser substituído por um novo. Inspecione ainda as superfícies usinadas do semi-eixo. Limpe bem, removendo possíveis riscos ou rebarbas.


1º PASSO - MONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 1 - Montagem

Cuidado uma falha poderá comprometer todo o serviço.

Portanto fique atento aos detalhes, pois assim obterá um serviço de qualidade.

Com um pano, limpe a superfície do assento do rolamento e do anel-trava do semi-eixo.

Providencie também a limpeza do novo anel-trava, a ser montado no semi-eixo.

2º PASSO - MONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 2 - Montagem

Importante: A limpeza é necessária para assegurar uma boa fixação do rolamento e do anel- trava para garantir a perfeita montagem e funcionamento.


3º PASSO - MONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 3 - Montagem

Instale a placa de retenção e o retentor. Depois engraxe os lábios. Posicione o novo rolamento a ser montado com um sacador / instalador do rolamento do semi-eixo. Monte o anel-trava, utilizando também o sacador / instalador do rolamento do semi-eixo.

4º PASSO - MONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 4 - Montagem

Utilize um calibrador de lâminas de 0015”entre o rolamento e o anel-trava,certificando-se que esteja assentado. Deve existir no mínimo um ponto em que o calibrador não entrará entre o rolamento e o encosto no semi-eixo. Se o calibrador entrar completamente em toda a periferia, o anel de fixação deve ser prensado ainda mais no semi-eixo. Importante: O anel-trava não deve ser aquecido na hora da montagem. Nunca utilizar solda elétrica pois poderá provocar alteração na estrutura do material, com conseqüente perda de todo o serviço.

5º PASSO - MONTAGEM DO SEMI-EIXO

Passo 5 - Montagem

Após montado o rolamento e o anel-trava, lubrifique bem o rolamento utilizando graxa.

 

 


 

Retentor

Os retentores têm a função principal de reter óleos, graxas e outros tipos de fluídos, que devem ser contidos no interior de uma máquina, evitando também a entrada de impurezas do meio externo como por exemplo: terra, areia, poeira, etc.

Utilizados nos mais variados segmentos, estão presentes no dia-a-dia de todos nós. Desde carros, caminhões, ônibus, motocicletas, máquinas agrícolas, até eletrodomésticos, aviões e máquinas industriais.

Composição do Retentor - Conhecendo o Retentor
Composição dos Retentores

Vedação Principal:

Função de reter o fluído quando o eixo está na condição dinâmica ou estática.

Mola: Função de compensar a carga radial exercida sobre eixo.

Vedação Auxiliar: Função de proteger a vedação principal para sujeira e outros elementos.

Diâmetros externo: Proporcionar a interferência entre o alojamento e o retentor. Tipos existentes:

Conhecendo os Retentores

Carcaça: Função de fornecer a estrutura ao retentor para suportar seu perfil e também para a montagem do alojamento

Costas: Funçao de apoio para dispositivos de montagem e como indicador do sentido da rotação

 

 


Borracha

Para aplicação dos retentores, o uso adequado do tipo de borracha é um dos fatores fundamentais que garantem a eficiência dos nossos retentores.

 

Importante: Nunca relacione a aplicação do retentor com sua cor, pois a mesma é um corante e não acrescenta nenhuma propriedade ao produto.

Efeito Hidrodinâmico
Passo 3 - Montagem

Existem nervuras na vedação principal, que funcionam como uma bomba de sucção, rebombeando o fluído que, eventualmente, tenha ultrapassado a vedação principal.




Tipos de Retentores Existentes

 

BR - Vedação principal com mola, recoberto externamente com borracha.

BRG - Vedação principal com mola, proteção contra poeira e recoberto externamente com borracha.

BRAG - Vedação principal com mola, proteção contra poeira e diâmetro externo, metade borracha metade metal. Aplicados em motores e transmissores.

BA - Vedação principal com mola, diâmetro externo de metal. Geralmente utiliza-se pintura emborrachada no diâmetro externo para auxiliar a vedação.

BAG - Vedação principal com mola, proteção contra poeira e diâmetro externo metálico. Com as mesmas características do BA.

B - Vedação principal com mola, diâmetro externo de metal e com tampa. Geralmente aplicados, o rolamento joga óleo diretamente na vedação principal.

BG - Vedação principal com mola, proteção contra poeira, diâmetro externo de metal com tampa; com as mesmas características do B.

GR - Vedação principal sem mola e diâmetro externo recoberto com borracha. É utilizado, na maioria das vezes, para vedação de graxa.

GA - Vedação principal sem mola e diâmetro externo de metal. São aplicados, na maioria das vezes, para vedação de graxa.

 


Para todo problema existe uma solução.

1 - "Tinha um cabo massa aqui... cadê???”

Chevrolet Astra 1.8 – 2001 - Sistema Bosch Motronic 155 - Luz da injeção acesa.

 

Diagnóstico: O teste com scanner registrava código de falha de sonda lambda - indicava mistura rica.

 

Examinamos o sistema de alimentação e checamos se não havia entradas de ar falsas, e tudo estava OK. Substituímos a sonda lambda e o problema persistia.

 

Solução: Notamos a falta do cabo massa entre a longarina e o cambio. Instalamos o cabo massa e o problema foi sanado.

Depois foi só limpar a memória do veículo e o problema não ocorreu mais.

 

Observação: Código do cabo GM original: 11014072.

2 - "Por via das dúvidas, troca.”

E não é que deu certo!!!” Fiat com motorização 1.0 e 1.5 litro com sistema G7 – Veículo com falha intermitente e estouros no corpo de injeção.

 

O veiculo funcionava perfeitamente e após algum tempo falhava, não tinha rotação e até estourava no corpo de injeção.

 

Diagnóstico: Foi testada a pressão de linha, verificados sensores e atuadores, e nada foi encontrado, em com o auxilio do scanner, pois suspeitamos de cabos e velas de ignição, mas tudo estava em perfeito estado com relação à resistência.

 

Mesmo assim, substituímos os mesmos e o defeito foi resolvido.

 

Solução: Os cabos e velas de ignição, por não serem resistivos, estavam gerando interferência no módulo ECU.

3 - "Tem duas tomadas, e agora?”

Minha mãe mandou ligar nesta daqui...” VW Kombi 1999 – Sistema MP9 - Marcha lenta acima do normal e não estabilizada, com consumo de combustível elevado.

 

Diagnóstico: Foi feita a checagem das velas, cabos, ponto de ignição. Realizamos um check up geral do Sistema de Injeção com scanner computadorizado, que apresentou código de falha 282 (falha no circuito do motor de controle de marcha lenta).

 

Entretanto, o atuador se apresentou dentro dos parâmetros normais, após os testes efetuados. Na seqüência, intercala os um multímetro automotivo e observamos que não havia alimentação vinda da central(CPU).

 

Solução: Ao checarmos a instalação elétrica, detectamos a inversão da tomada da válvula de purga do canister (CANP) com a do atuador de marcha lenta, pois estando muito próxima e de aparências semelhantes facilitaram este tipo de erro.

 

Após acertar a colocação das tomadas, o problema foi inteiramente resolvido.


Retentores - Parte 1

A principal função dos retentores de um motor é vedar e reter óleos, graxas e outros tipos de fluidos. Além de coibir vazamentos, o retentor impede a entrada de impurezas como poeira, areia e terra para dentro do motor.

 

Como os retentores não têm um prazo de validade determinado, sua Manutenção Preventiva também é feita por observação. Ao menor sinal de vazamento de óleo, é preciso levar o veículo a uma oficina.

 

Se os retentores instalados no virabrequim e no comando de válvula estiverem em condições ruins, haverá vazamento de óleo perceptível ao simples olhar. Já o retentor que fica na haste da válvula, quando em más condições, provoca vazamento de óleo para dentro da câmara de combustão. Para detectar o problema, é necessário observar o veículo na primeira partida pela manhã. Se sair uma fumaça branca no escapamento, é sinal de que o retentor apresenta desgastes e o motor está queimando óleo junto com o combustível.

Retentores - Parte 2

As conseqüências de um retentor em más condições de uso podem ser graves. A falta de cuidado com apenas um item pode prejudicar muitos outros. No caso específico do retentor, os danos vão desde o desgaste prematuro do disco de embreagem, entupimento do conversor catalítico (catalisador), aumento de consumo, diminuição da vida útil das velas até a quebra da correia dentada.

 

Você corre o risco de ficar parado a qualquer hora em qualquer lugar à espera de um guincho. Prejuízo e chateação na certa. Sem contar no risco de ficar com o carro quebrado em ruas pouco iluminadas durante a noite, por exemplo, ou em estradas de muito tráfego e sem acostamentos.


Rolamentos de rodas

Os rolamentos de rodas dianteiros e traseiros ficam instalados dentro do cubo das rodas e atuam na movimentação. O desgaste dessas peças, que têm durabilidade mínima de 40.000 km, depende da utilização do veículo, condições do solo percorrido e manutenção de outros itens da suspensão e direção.

 

No início, os ruídos provocados pelo mau funcionamento dos rolamentos são percebidos somente com a utilização de equipamentos especiais. Neste caso, a peça deve ser imediatamente substituída.

 

Se o veículo permanecer rodando com um rolamento quebrado, as conseqüências podem ser fatais. As rodas podem travar com o carro em movimento, causar acidentes e, na melhor das hipóteses, deixar o motorista a pé.

 

 

 

AVBR - Soluções para internet RTL - Rolamentos e Retentores LTDA.
Rua Onze de Agosto - Nº 2070 - CEP. 18277-000 Tatuí / SP
Pabx. (15) 3251 1321